top of page
  • Foto do escritorLiah'ah

Chame e Eles Virão - História 3


Ponte no Jardim de Tobias

História 3 - "Estou Louca? E o chalé de Tobias"


O processo de integração dos aspectos pode ser uma coisa bem estranha às vezes.


Às vezes sinto alguns aspectos ao redor tentando sugar minha energia, tentando ser os atores escolhidos para atuar no teatro da vida… Quando isso acontece começo a cantar, a dançar, a fazer vozes engraçadas e agir “teatralmente”.


- Vocês acham que vocês mandam na minha vida, meus caros? - pergunto pro cansaço e preguiça que atingem meu corpo naquela manhã - pois bem, eu acho que não! - falei com a voz grossa, fazendo movimentos com as mãos como se eu fosse um pirata segurando uma espada.


O resultado dessas atuações é que no final acho isso tudo muito engraçado e acabo permitindo que as energias fluam outra vez.


Mas nesse dia do Capitão Pirata as coisas estavam muito intensas, eram tantos os aspectos ao redor que comecei a sentir um transtorno de personalidade. Não sabia quem eu era, e nem mesmo dizer “eu sou o que eu sou” fazia sentido. Nada fazia sentido.


- eu estou louca, completamente louca! - disse para mim mesma enquanto me olhava no espelho


- Não, você não está louca - me disse Tobias


- Mas eu nem sei quem eu sou! - respondi


- Você sabe sim - ele disse


- Oh, ok… eu vou fazer yoga agora, talvez isso me ajude a ficar mais presente


- Ótimo, se você quiser, pode fazer yoga nos jardins do meu chalé, pode chamar o Kuthumi também


Sendo assim, sentei no meu tapete de yoga e tomei boas respirações profundas, uma de cada vez, permitindo que o chalé de Tobias viesse até mim.


Em alguns instantes eu já podia ouvir a música tocando e os pássaros a cantar… O perfume das flores aliviava a ansiedade no meu coração e as posturas de yoga relaxavam o meu corpo. Kuthumi estava ao meu lado.


Os jardins do chalé são calmos e a essência de muitos mestres está presente nessa criação.


Se você se considera Shaumbra, provavelmente há um retrato seu num longo corredor do chalé, em conjunto com o seu verdadeiro nome.


 

Considerações finais: Tudo Está Bem


O que meus amigos Mestres Ascensos nunca cansam de me mostrar é que “tudo está bem” .


Nunca vou até eles pedindo respostas, e eles nunca vem até mim para ensinar.


Somos amigos, nos divertimos juntos, rimos muito, dançamos!

E eles têm paixão por me apoiar no caminho de brilhar a luz neste planeta.


Essa é a vida multidimensional, a vida divertida, a vida sensual!


Por que sofrer na singularidade?

Por que me condenar à solidão?

Por que ser orgulhosa e negar ajuda?


Não mais, meus queridos, não mais!


De agora em diante, que a integração seja o mais divertida possível!


 

Esta é a última história dessa semana, em breve escreverei e compartilharei mais!


Se você quer compartilhar comigo histórias parecidas, ou até mesmo compartilhar aqui no blog como escritor convidado, entre em contato!


Até breve!


Liah’ah.


61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page