top of page
  • Foto do escritorLiah'ah

Sam e Eu

Atualizado: 19 de out. de 2022

Olá, queridos Humanos Divinos!


Hoje quero compartilhar com vocês uma linda parte da minha jornada do Despertar à Realização.


Tradução do texto da foto:


Nunca fazer faculdade

Nunca ter um emprego

Ser uma Mestra Realizada


Pode-se falar com tudo


Pode-se falar sem palavras


A Energia é só comunicação



~ Eu Existo ~






Eu fiz este desenho depois de escutar a canalização de Sam no evento “A Magia dos Mestres” que ocorreu na Eslovênia em 2018.


Eu ouvi o evento em espanhol, em janeiro de 2019. Nessa época, minha mente humana não fazia ideia do que “Realização” significava e de que eu havia escolhido a Iluminação Encarnada nesta vida. Mas minha alma sabia. E é por isso que a mensagem de Sam ressoou comigo.


Sam é para mim como um grande amigo. Desde que tenho 7 anos de idade eu sinto dessa forma. Desde o dia que minha mãe (Mestra Lucyah) me contou de que Tobias não iria mais ser canalizado porque sua alma queria expressar-se como ser humano outra vez, e que essa expressão seria através de um garoto nascido nos Estados Unidos, com o nome de Sam, e que ele tinha exatamente a mesma idade que eu! (ambos nascemos em 1999).


Saber da existência de Sam me fez sentir como se eu tivesse um amigo em alguma parte do mundo. Uma criança diferente das outras crianças, alguém com quem algum dia eu poderia conversar e ser entendida. Eu sempre senti que um dia na minha vida, eu encontraria com este ser.


Os anos se passaram e Mestra Lucyah continuou a compartilhar comigo sobre as aventuras de Tobias e Sam, acho que ela logo percebeu como me deixava feliz saber como meu “amigo” estava indo na sua vida humana, era como se de alguma forma Sam e eu estivéssemos compartilhando as nossas jornadas. E acho que isso está muito relacionado ao saber intrínseco, plantado nas profundezas da minha alma, de que eu vim a este planeta para algo grandioso.


Escutar ao querido Mestre Ascenso Soberano no início de 2019 foi realmente profundo para mim, porque me fez ver como eu havia me desviado do caminho. Como eu havia me perdido em distrações. Eu havia esquecido da Magia, eu havia perdido a conexão que tínhamos quando éramos crianças. Foi como ver um amigo que eu não via há anos e perguntar “o que você tem feito?” e ele compartilhar tanta sabedoria e beleza, enquanto eu havia escolhido tanto sofrimento.


Tínhamos agora 19 anos, estávamos no final da adolescência, ele estava experienciando uma vida Ahmyo fluída e eu estava recuperando-me da minha viagem pelo inferno.


Nos anos em que me fechei para o comunicação com Sam - que foi consequência de fechar-me para mim mesma - eu havia experienciado o inferno na Terra. Vivi abusos, doença e pobreza.


Ouvi-lo falar sobre como ele estava se comunicando com as energias, cantando com a comida, foi chocante. Eu senti a pura magia canalizada com as palavras. A mesma magia que eu tinha em mim e da qual tinha medo. A mesma magia que reprimi, mas nunca deixou de existir.


Não senti culpa por não estar vivendo tão graciosamente como eu merecia, mas ao invés disso eu lembrei.


Eu lembrei que eu tinha um amigo que não ia deixar eu me esquecer de quem sou. Um amigo que de alguma maneira iria lembrar-me de que nós estamos aqui para viver, para inspirar, para ser, para brilhar!


E sua mensagem trouxe-me tantas lembranças, ajudou-me a perceber tantos sistemas de crenças e abrir-me para tantos potenciais divinos!


Uma coisa curiosa sobre a garota desenhada ao lado das anotações é que quando eu a desenhei, eu não sabia quem era ela. Na época eu tinha cabelos vermelhos e lisos e eu não gostava de usar saias floridas, ela não parecia comigo.


Até que um dia eu seguro o meu caderno nas mãos, olhando para este mesmo desenho, meus cabelos estão alaranjados e ondulados e eu estou usando uma saia florida.


Eu não fui pra faculdade, não tenho emprego, e graças a esse tempo livre eu percebi a minha Realização.


É como se as palavras tivessem saído do papel e se tornado minha realidade.

Mas eu sei que elas só estavam no papel porque eu já havia criado essa realidade em primeiro lugar.


É uma linda experiência de atemporalidade.


Efeito Merlin em ação!


Gratidão à meu amigo Sam… algum dia nos veremos nesta Terra, e saberemos quem somos.


Ou então continuaremos a dançar além do espaço-tempo no Clube dos Mestres Ascensos!








150 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page